Festival de Veneza divulga os concorrentes ao Leão de Ouro

Por: NEUSA BARBOSA
Especial para o UOL, do Cineweb (Link original)

O Festival de Veneza anunciou hoje a lista dos filmes que compõem sua competição principal. Vinte e três longas em premiére mundial disputam o Leão de Ouro, entre eles os novos trabalhos do diretor turco-alemão Fatih Akin (de “Contra a Parede”), os franceses Jacques Rivette e Patrice Chéreau (de “Rainha Margot”), os italianos Giuseppe Tornatore (“Cinema Paradiso”) e Michele Placido, os americanos Michael Moore (“Fahrenheit – 11 de setembro”), George Romero e Todd Solondz, e o alemão Werner Herzog.

Nenhum brasileiro entrou na competição. Mas duas duplas de cineastas nacionais foram selecionados para a mostra paralela Horizontes. De um lado, estão Karim Aïnouz (“O Céu de Sueli”) e Marcelo Gomes (“Cinema Aspirinas e Urubus”), que apresentarão a ficção “Viajo por que preciso, volto porque te amo”. De outro, Daniela Thomas(co-diretora de “Linha de Passe”) e Felipe Hirsch, respeitado diretor teatral, assinando “Insolação”, ficção com Paulo José, Leonardo Medeiros e Simone Spoladore.

Também serão vistos na mostra Horizontes novos documentários do diretor russo Aleksandr Sokurov (“Arca Russa”), que traz “Reading Book of Blockade”, e do mestre do documentário norte-americano Frederik Wiseman, que exibirá “La Danse -Le Ballet de l’Opéra de Paris”.

Fora da competição, serão apresentados em primeira mão os novos filmes de um respeitado time de diretores americanos, como Joe Dante (com “The Hole”), Steven Soderbergh (“The Informant”), Oliver Stone (“South of the Border”). Abel Ferrara (“Napoli, Napoli, Napoli”), John Turturro (“Prove Per Una Tragedia Italiana”, codirigido por Roman Paska). Os filmes de Turturro e Ferrara são produções italianas.

O Leão de Ouro de carreira será dado ao cineasta americano John Lassiter, que trará ao festival do Lido veneziano a versão 3D de seu clássico de animação, “Toy Story”. O festival se realizará entre 2 e 12 de setembro.

Abaixo, a lista completa dos filmes selecionados nestas seções:

COMPETIÇÃO

“Baaria”, de Giuseppe Tornatore (Itália) – Filme de abertura
“Soul Kitchen”, de Fatih Akin (Alemanha)
“La Doppia Ora”, de Giuseppe Capotondi (Itália)
“Accident”, de Cheang Pou-Soi (China-Hong Kong)
“Persecution”, de Patrice Chereau (França)
“Lo Spazio Bianco”, de Francesca Comencini (Itália)
“White Material”, de Claire Denis (França)
“Mr. Nobody”, de Jaco van Dormael (França)
“A Single Man”, de Tom Ford (EUA)
“Lourdes”, de Jessica Hausner (Áustria)
“Bad Lieutenant: Port of Call New Orleans”, de Werner Herzog (EUA)
“The Road,” John Hillcoat (EUA)
“Between Two Worlds”, de Vimukthi Jayasundara (Sri Lanka)
“The Traveller”, de Ahmed Maher (Egito)
“Lebanon”, de Samuel Maoz (Israel)
“Capitalism: A Love Story”, de Michael Moore (EUA)
“Women Without Men”, de Shirin Neshat (Alemanha)
“Il Grande Sogno”, de Michele Placido (Itália)
“36 vues du Pic Saint Loup”, de Jacques Rivette (França)
“Survival of the Dead”, de George Romero (EUA)
“Life During Wartime”, de Todd Solondz (EUA)
“Tetsuo The Bullet Man”, de Shinya Tsukamoto (Japão)
“Prince of Tears”, de Yonfan (Hong Kong)

FORA DE COMPETIÇÃO

“REC 2”, de Jaume Balaguero, Paco Plaza (Espanha)
“Chengdu, I Love You”, de Fruit Chan, Cui Jian (China) – Filme de encerramento
“The Hole”, de Joe Dante (EUA)
“The Men Who Stare at Goats”, de Grant Heslov (EUA)
“Scheherazade, Tell Me a Story”, de Yousry Nasrallah (Egito)
“Yona Yona Penguin”, de Rintaro (Japão)
“The Informant!”, de Steven Soderbergh (EUA)
“Napoli, Napoli, Napoli”, de Abel Ferrara (Itália)
“Anni Luce”, de Francesco Maselli (Itália)
“L’oro di Cuba”, de Giuliano Montaldo (Itália)
“Prove per una tragedia Sicilian,”, de John Turturro, Roman Paska (Itália)
“South of the Border”, de Oliver Stone (EUA)

HORIZONTES

“Viajo por que preciso, volto porque te amo”, de Karim Ainouz e Marcelo Gomes (Brasil)
“Insolação”, de Daniela Thomas e Filipe Hirsch (Brasil)
“Francesca”, de Bobby Paunescu (Romênia)
“One-Zero”, de Kamla Abou Zekri (Egito)
“Buried Secrets”, de Raja Amari (Tunísia)
“Tender Parasites”, de Christian Becker and Oliver Schwabe (Alemanha)
“Adrift”, de Bui Thac Chuyen (Vietnã)
“Crush”, de Petr Buslov, Aleksei German Jr., Borisd Khlebnikov, Kirill Serebrennikov, Ivan Vrypayev (Rússia)
“Repo Chick”, de Alex Cox (EUA)
“Engkwentro”, de Pepe Diokno (Filipinas)
“The Man’s Woman and Other Stories”, de Amit Dutta (Índia)
“Paraiso”, de Hector Galvez (Peru)
“Io sono l’amore”, de Luca Guadagnino (Itália)
“Cow”, de Guan Hu (China)
“Judge”, de Liu Jie (China)

Anúncios

ALICE NO PAÍS DAS MARAVILHAS de Tim Burton

Tim Burton está rodando o tão aguardado Alice no País das Maravilhas numa mistura entre animação e atuação com atores reais o filme promete ser no minimo interessante (sim o Gato continua medonho…). Duas curiosidades desse longa: a primeira é que reuni os dois livros sobre Alice num único filme, a segunda é que ele não é uma refilmagem do original e sim uma espécie de continuação onde Alice, agora com seus 16/17 anos e sem as memórias de sua ultima visita, retornará ao mundo fantástico onde estivera antes e a história é contada do ponto de vista do Chapaleiro Maluco (Jhonny Deep).

Estão no elenco Johnny Depp (Piratas do Caribe) que interpreta o Chapeleiro Maluco o, Michael Sheen (A Rainha), cujo personagem ainda não foi divulgado, Crispin Glover (A Lenda de Beowulf), viverá o Valete de Copas, Anne Hathaway será a Rainha Branca e Helena Bonham Carter (O Exterminador do Futuro-A Salvação ), será a Rainha de Copas.

Na história original, o Valete é acusado de roubar as tortas da Rainha de Copas (Helena) e é defendido por Alice (Mia Wasikowska, de Defiance). A Rainha Branca (Anne Hathaway, de O Casamento de Rachel) é uma monarca benevolente deposta e banida por sua irmã, a Rainha Vermelha. A Rainha Branca precisa da ajuda de Alice para combater uma criatura conhecida como Bandersnatch.

Richard Zanuck, Joe Roth, Jennifer e Suzanne Todd serão os produtores de Alice in Wonderland, que estrearé em formato 3D  em 2010 nos cinemas brasileiros. Agora é só aguardar.

Para ver um pouco do material da arte conceitual do filme clique aqui.

14º Festival Brasileiro de Cinema Universitário

Olá pessoal!

Novamente peço desculpas pelo sumiço. Tive uma gripe (não, não foi a suína) e fiquei longe do pc por essa semana! Mas prometo que vou compensá-los. Enquanto não coloco as matérias em dia…fiquem com o 14º Festival Brasileiro de Cinema Universitário começa hoje 29/07.

Feliz DIA DO AMIGO!

“Escolho meus amigos não pela pele, mas pela pupila. Tem que ter brilho questionador e tonalidade inquietante. A mim não interessam os bons de espírito, nem os maus hábitos, fico com aqueles que fazem de mim louco e santo. Quero que me tragam dúvidas e angústias e agüentem o que há de pior em mim. Para isso, só sendo louco. Escolho meus amigos pela cara lavada e pela alma exposta. Não quero só ombro ou colo, quero sua maior alegria, amigo que não ri junto não sabe sofrer junto. Meus amigos são todos assim: metade bobeira, metade seriedade. Não quero risos previsíveis nem choros piedosos. Não quero amigos adultos nem chatos. Quero-os metade infância e outra metade velhice! Crianças, para que não esqueçam o valor do vento no rosto e velhos, para que nunca tenham pressa .“

Oscar Wilde

ESTA MENSAGEM É PARA TODOS OS MEUS AMIGOS QUERIDOS! AMO VOCÊS!

Tim Burton exibirá teaser de Alice in Wonderland

Fonte: Cineclick UOL
O diretor Tim Burton exibirá na Comic-Con, em San Diego, um teaser de Alice in Wonderland. A informação é da MTV News.

Segundo o diretor, será uma espécie de semi-trailer. “É onde estamos no momento, não somente um monte de imagens.” Burton também contou sobre as dificuldades tecnológicas que está enfrentando, ao misturar animação e live action. “É um estranho processo que estamos enfrentando. Estamos usando uma combinação de técnicas, que já foram feitas antes, em uma mistura incrível.”

Para a Comic-Con, que será realizada na próxima semana, o diretor lamenta que não tenha mais imagens para mostrar. “Gostaria que tivesse mais imagens para mostrar. É um verdadeiro mistério, assustador e excitante, ao mesmo tempo”.

Sobre o filme estrelado por Johnny Depp, Burton revelou: “As versões anteriores de Alice sempre foram as de uma menina, que vai de uma estranha aventura a outra, sem qualquer impacto em mim. Tentamos levar Alice, sua mitologia e personagens, ao verdeiro espírito de sua história, na qual todo mundo é louco. Estamos tentando encontrar um subtexto enraizado na humanidade, algo mais profundo do que apenas ser louco.”

Alice in Wonderland promete ser uma sequência e não uma refilmagem da história original de Lewis Carroll. No longa, Alice agora tem 17 anos, segue o Coelho Branco durante uma festa da alta sociedade e acaba indo para uma terra governada pela terrível Rainha Vermelha. Como não se lembra de sua última visita ao estranho reino, ela terá de superar obstáculos, antes que possa voltar ao seu antigo mundo.

O semi-trailer de Alice in Wonderland será exibido na próxima quinta (23), dentro de um painel em 3D feito pela Disney, que também inclui exibições de trechos de A Christmas Carol, de Robert Zemeckis, e uma sequência da ficção científica Tron – Uma Odisséia Eletrônica, de 1982.

Harry Potter 6 – Minhas impressões

Quem me conhece sabe que não sou nenhuma fã de Harry Potter (ou HP p/ os intimos – favor, gamers não confundir com Hit Points ou Health Points, rsrs).  Li todos os livros e – imagéticamente falando – Harry Potter seria uma experiência visual excepcional. A adaptação do primeiro livro foi boa, a do segundo já foi um tanto regular, a do terceiro livro foi um LIXO, a do quarto livro foi – na minha opinião – a melhor até o momento [ e o mais incrivel é que adaptação dos quatro primeiros foi de responsabilidade do mesmo roteirista: Steve Kloves], o quinto filme foi extremamente mal feito sendo que é um dos livros mais importantes para o entendimento da saga de nosso amiguinho Potter. E finalmente chegamos ao sexto filme que particularmente deixou muito a desejar [cujo roteiro mais uma vez foi de Kloves].

Para começar, como já disse antes, o quinto filme era essencial para o entendimento de muitos eventos que se seguiriam no sexto e no sétimo filme. No entanto a péssima adaptação do quinto filme já havia comprometido por tabela o sexto e consequentemente o sétimo. Bem, se você não leu os livros você não entende o quinto filme e não entederá mais nada a partir daqui.

Muitas histórias se perderam nessas 2h40min de filme. No quinto livro a autora conta a história da infância do Prof. Snape e mostra como ele se tornou o que é na história presente e mostra também que Thiago Potter (pai de Harry) não era nenhum santo…da mesma forma no sexto livro a autora conta a história da infancia de Voldemort – o que humaniza a personagem, embora não justifique as escolhas erradas feitas por ele  – história essa que foi COMPLETAMENTE ignorada no filme. Detalhe que esta parte mostra as semelhanças entre Potter, Snape e Voldemort, nos leva a entender cada personagem, mostra que somos frutos de nossas escolhas e o que nos leva a decidir por isso ou aquilo. Além disso,  mostra o medo que Alvo Dumbledore , sempre teve, de que Harry faça as escolhas erradas.

Outra coisa que me irritou no filme foram os cortes para cenas aparentemente sem nexo nenhum, digo aparentemente porque quem leu o livro entende, quem não leu…bem, que não leu se vire e curta o  seu momento What the Fuck?! (ou Whats Going On para os mais púdicos) do filme. Só para ilustrar um desses momentos, tem uma cena em que Hermione vê Rony com sua namoradinha e diz a Harry que vai ao banheiro vomitar e a cena seguinte é Harry com roupas comuns na sala de Dumbledore olhando mais uma lebrança [???????]. Enfim até agora fiquei sem saber se eles fizeram assim mesmo ou se na edição uma possivel cena com um possivel diálogo foram cortados.

E é claro que como no quinto filme onde a parte de ação do livro – que se desenrola quase que da metade para o final – foi relegada aos 30min finais do filme, no sexto não poderia ser diferente. E assim a parte mais interessante do livro que é a busca pelas Horcrux e as ações que se seguem logo após o retorno de Dumbledore e Harry, tornou-se algo insosso, sem graça e sem qualquer impacto. No livro é bem mais interessante e não me venham os fãs fanáticos com a velha história de que algumas coisas não dá para adaptar. Porque eles tinnham dinheiro e uma das melhores equipes de efeitos especiais a disposição deles! Para mim o que faltou foi disposição e nessa falta de disposição o momento “Moisés” de Dumbledore, com o perdão do trocadilho, foi por agua abaixo. [Não entendeu? Leia o livro ;)] Sendo assim, não mostrou realmente o quao poderoso era o bom velhinho e logo a sua morte não teve o impacto que deveria ter, algo no gênero “O nosso bruxo mais poderoso foi derrotado, o que faremos agora????Quem poderá nos salvar?”

Não contentes em estragar a parte de ação mais importante no livro… você imagina que haverá um enterro, certo? Pois é. Nosso bom velhinho foi relegado a uma misera cena, estático no chão, Harry chorando (Onde estavam as lágrimas???) sobre o corpo dele abraçado a Gina e alunos e professores erguendo suas varinhas…simplesmente R-I-D-I-C-U-L-O e, particularmente, NADA TOCANTE! No livro há um enterro memorável onde comparecem não só os bruxos, mas também quase todas as criaturas mágicas que apareceram desde os primeiros livros, sereias e centauros prestam suas homenagens assim como os bruxos.  Um cena triste, mas imageticamente LINDA. Novamente acho que faltou disposição para fazer a cena.  Após essa cena há o diálogo entre Harry, Hermione e Rony onde há uma pequena discussão à três sobre os planos de Harry. Detalhe que no livro lembro-me de um Harry com raiva, triste e disposto a fazer a morte de seu velho tutor ter algum sentido. No filme apenas um Harry triste e vazio num diáogo com Hermione (Rony está presente, mas absolutamente mudo[!]) onde nosso amiguinho Potter diz – sem qualquer convicção – que destruirá o lorde das trevas…a cena sinceramente não convence. Logo em seguida eles vêem a Fênix partindo e….FIM!

PARA PENSAR: Tanto no livro quanto no filme, fala-se das Horcruxes, magia negra poderosa que em tese lhe torna imortal, já que preserva sua alma, mas para fazê-las é preciso dividir sua alma e para dividir sua alma é preciso matar alguém. Releiam o segundo livro de Harry Potter (pois a informação que escreverei aqui não sei se ela é dada no filme) mas quando Harry vê a Fênix de Dumbledore, este lhe explica que a Fênix se consome em chamas quando seu dono morre. Tanto no sexto livro quanto no filme a Fênix simplesmente vai embora…será Dumbledore tão santo assim???????? Pensem nisso 😉

Resumo da ópera: Esse é certamente a terceira pior adaptação do livro, perdendo apenas para o lixo que foi a adaptação do terceiro e do quinto livro. Sinceramente há outros erros mais no filme que decorrem da péssima adaptação do quinto filme que não dá para citar aqui já que o post está suficientemente grande e que sinceramente nem me dá mais animo de escrever, pois desisto de tentar acreditar que farão uma boa adaptção de HP…Apesar de tudo o filme é “assistivel” para aqueles que nunca leram um livro de HP. Desejo sorte ao nosso amiguinho Potter pois não irei, sinceramente, assisti à Harry Potter e as Relíquias da Morte Parte 1 e 2 a não ser que alguem pague pra mim…

Avaliação:

Esse é um filme :imagesimages ( “Assistivel”)

Estréias dos próximos meses (agosto à outubro)

By Cineséries

AGOSTO:

DIA 07:

Almoço em Agosto

Distante nós Vamos (Away We Go)

G. I. Joe – A Origem de Cobra (G.I. Joe) – [Trailer 1, 2, 3] [Poster 1, 2, 3, 4, 5]

Marido por Acaso (The Accidental Husband)

Moscou

O Contador de Histórias

Verônica Decide Morrer (Veronika Decides to Die) – [Trailer]

A Vida Secreta das Abelhas (The Secret Life of Bees)

DIA 14:

Ano Um (Year One)

Arraste-me para o Inferno (Drag Me to Hell)

Bandslam – Desafio Musical (Bandslam)

Bruno

Força G

Tempos de Paz

DIA 21:

Ano Um

A Pedra Mágica (Shorts – The Adventures of the Wishing Rock)

Julie & Julia

Minha Filha é um Sonho

Se Beber, Não Case (The Hangover)

Vale Tudo (Fighting)

DIA 28:

A Terra Perdida (Land of The Lost)

A Pedra Mágica

A Órfã (Orphan)

Anticristo (Antichrist) – [Trailer 1, 2]

High School Band

Os Normais 2 – A Noite mais maluca de todos – [Trailer 1 e 2]

Se Beber, Não case

SETEMBRO

DIA 04:

A Órfã

Amantes (Two Lovers)

Funny People

O Sequestro do Metrô 123 (The Taking of Pelham 123)

Up – Altas Aventuras

Vigaristas (The Brothers Bloom)

DIA 11:

9 (Nine)

Falando Grego (My Life in Ruins)

Minha Filha é um Sonho (Imagine That)

O Solista

DIA 18:

A Verdade Nua e Crua (The Ugly Truth)

Funny People

DIA 25:

Caso 39 (Case 39)

Pequenos Invasores

Management

My Sister´s Keeper

Os Informantes (The Informers) – [Trailer]

My Sister´s Keeper

OUTUBRO

DIA 02:

Gamer

Tá Chovendo Hambúrguer

Os Limites do Controle

O Solista

DIA 09

O Golfinho – A História de um Sonhador

Paciente 67

Pacto Secreto

Terror na Antártida (Whiteout)

Zambezia

DIA 16:

Arranca-me a Vida

Fama

Onde Vivem os monstros

Surrogates – [Trailer]

DIA 23:

Bastardos Inglórios

Ela Dança com Meu Ganso

Jennifer’s Body – [Trailer]

Onde Vivem os Monstros

DIA 30:

Coco Antes de Chanel

Distrito 9 (District 9)

Killer Bean Forever