E o Emmy vai para…

Abaixo a lista completa dos indicados ao Emmy deste ano (2010)

LEGENDA:

Em negrito = quem acho que merece/merecia ganhar // Em vermelho = quem acho que vai provavelmente ganhar // Em azul = indicados que desconheço

Melhor série dramática

  • Lost
  • Breaking Bad
  • Dexter
  • Mad Men
  • True Blood
  • The Good Wife

Melhor série de humor

  • Glee
  • Modern Family
  • Curb Your Enthusiasm
  • Nurse Jackie
  • 30 Rock
  • The Office
  • Curb Your Enthusiasm

Melhor atriz em série dramática (categoria dificil de prever)

  • Julianna Margulies (The Good Wife)
  • Mariska Hargitay (Special Victims Unit)
  • Glenn Close (Damages)
  • Kyra Sedgwick (The Closer)
  • January Jones (Mad Men)
  • Connie Britton (Friday Night Lights)

Melhor ator em série dramática (categoria dificil de prever)

  • Jon Hamm (Mad Men)
  • Kyle Chandler (Friday Night Lights)
  • Bryan Cranston (Breaking Bad)
  • Hugh Laurie (House M.D.)
  • Michael C. Hall (Dexter)
  • Matthew Fox (Lost)

Melhor atriz em série de humor

  • Lea Michele (Glee)
  • Tina Fey (30 Rock)
  • Toni Collette (The United States of Tara)
  • Julia Louis-Dreyfus (The New Adventures of Old Christine)
  • Edie Falco (Nurse Jackie)
  • Amy Poehler (Parks and Recreation)

Melhor ator em série de humor

  • Larry David (Curb Your Enthusiasm)
  • Alec Baldwin (30 Rock)
  • Matthew Morrison (Glee)
  • Steve Carell (The Office)
  • Jim Parsons (The Big Bang Theory)
  • Tony Shalhoub (Monk)

Melhor ator coadjuvante em série de humor

  • Chris Colfer (Glee)
  • Neil Patrick Harris (How I Met Your Mother)
  • Jesse Tyler Ferguson (Modern Family)
  • Jon Cryer (Two and A Half Men)
  • Eric Stonestreet (Modern Family)
  • Ty Burrell (Modern Family)

Melhor ator coadjuvante em série dramática

  • John Slattery (Mad Men)
  • Aaron Paul (Breaking Bad)
  • Martin Short (Damages)
  • Terry O’ Quinn (Lost)
  • Michael Emerson (Lost)
  • Andre Braugher (Men of a Certain Age)

Melhor atriz coadjuvante em série dramática

  • Sharon Gless (Burn Notice)
  • Christine Baranski (The Good Wife)
  • Christina Hendricks (Mad Men)
  • Rose Byrne (Damages)
  • Archie Panjabi (The Good Wife)
  • Elisabeth Moss (Mad Men)

Melhor atriz coadjuvante em série de humor

  • Jane Lynch (Glee)
  • Kristen Wiig (Saturday Night Live)
  • Jane Krakowski (30 Rock)
  • Julie Bowen (Modern Family)
  • Sofia Vergara (Modern Family)
  • Holland Taylor (Two and A Half Men)

Melhor minissérie (não conheço nenhum dos concorrentes)

  • The Pacific
  • Return to Cranford

Melhor telefilme (não conheço nenhum dos concorrentes)

  • Endgame
  • Georgia O’Keeffe
  • Moonshot
  • The Special Relationship
  • Temple Grandin
  • You Don’t Know Jack

Melhor ator em minissérie ou telefilme (não conheço nenhum dos concorrentes)

  • Jeff Bridges (A Dog Year)
  • Ian McKellen (The Prisoner)
  • Michael Sheen (The Special Relationship)
  • Al Pacino (You Don’t Know Jack)
  • Dennis Quaid (The Special Relationship)

Melhor atriz em minissérie ou telefilme (não conheço nenhum dos concorrentes)

  • Maggie Smith (Capturing Mary)
  • Joan Allen (Georgia O’Keeffe)
  • Judi Dench (Return to Cranford)
  • Hope Davis (The Special Relationship)
  • Claire Danes (Temple Grandin)

Melhor ator coadjuvante em minissérie ou telefilme (não conheço nenhum dos concorrentes)

  • Michael Gambon (Emma)
  • Patrick Stewart (Hamlet)
  • Jonathan Pryce (Return to Cranford)
  • David Strathairn (Temple Grandin)
  • John Goodman (You Don’t Know Jack)

Melhor atriz coadjuvante em minissérie ou telefilme (não conheço nenhum dos concorrentes)

  • Kathy Bates (Alice)
  • Julia Ormond (Temple Grandin)
  • Catherine O’Hara (Temple Grandin)
  • Brenda Vaccaro (You Don’t Know Jack)
  • Susan Sarandon (You Don’t Know Jack)

Melhor programa de variedades

  • The Colbert Report
  • The Daily Show with Jon Stewart
  • Real Time with Bill Maher
  • Saturday Night Live
  • The Tonight Show with Conan O’Brien
Anúncios

Day 20 — The one that broke your heart the hardest (A pessoa que quebrou seu coração da pior maneira) e Day 23 — The last person you kissed (A ultima pessoa que voce beijou)

E lá vou eu  para a tentativa 1.928.378.789.378.648.574.562.836.425.715.310.938.019 de escrever essa carta, rs…

Já beijei muitas pessoas depois de você Rodrigo. Resolvi colocar os dois na mesma carta porque um me deu um dos piores momentos da minha vida – mas com o qual devo admitir ter aprendido muito! – e o outro que sempre esteve lá do meu lado e, mesmo quando nos desentendemos, está sempre comigo de alguma forma. E era ele, o Felipe (sim, vou parar com bobagens de não citar certos nomes) que estava lá do meu lado quando você partiu meu coração.

A gente se conheceu no pré vestibular. E não foi amor a primeira vista…mas foi algo que construimos com o tempo e que você conseguiu destruir com um único telefonema e uma traição…e eu me entreguei (sentimentalmente falando) de uma forma que quem me conhece bem sabe o quanto foi dificil pra mim, já que sou uma pessoa que sempre, sempre, espera o pior das pessoas – especialmente dos homens…

E um belo dia eu acordei meio triste sem sabe bem o porquê, intuição de mulher é foda, rs. Sabia que ia acontecer algo naquele dia. E aí, de noite você me ligou dizendo que a sua ex havia te ligado e que precisa conversar com você. Naquele mesmo instante eu não precisei que você disse mais nada, desliguei o telefone…desliguei porque sabia o que ela tinha a dizer: que ela estava grávida. Logo, não foi nenhuma surpresa quando você veio no dia seguinte me dar a notícia, mas o pior não era isso. O pior foi quando você disse de quantos meses ela estava grávida achando que eu seria BURRA o suficiente para acreditar que isso havia acontecido antes de nós namorarmos. Errado meu bem. Pelas contas que fiz você continuou com ela mesmo estando comigo…e  eu não sei em que mundo você realmente achou que eu não notaria esse PEQUENO detalhe. Não contente ainda teve o desparate de me pedir em casamento 2 semanas depois….WTF!?!?!?!? Eu não consegui te mandar tomar no cú naquela hora porque não ia adiantar mesmo…

Naquela época o Felipe e eu já tinhamos terminado e eu tinha conhecido você, e embora a gente [eu e o Felipe] tivesse brigado, toda vez que eu entrava no msn ele sempre me cumprimentava e perguntava como eu estava. As reticências na tela do msn foi o suficiente pra ele me ligar de São Paulo e ficar quase 4horas no telefone comigo me escutando chorar igual uma criança e sem dizer uma única palavra, alguns vão achar que ele talvez não tivesse o que dizer…bem, conhecendo minimamento o Felipe, acredite que ele sempre tem algo a lhe dizer, mas naquele momento o que ele estava fazendo (a distância diga-se de passagem) é o que as vezes nós precisamos e não temos: um amigo que apenas nos dê colo e que fique em silêncio, que apenas nos escute chorar…

E depois de 4 horas de muito choro, as lágrimas foram secando. E fiquei mal por uns 3 meses e então aprendi que você chora os 3 primeiros dias e segue em frente…e foi engraçado porque o Felipe me ligou um montão de vezes nesses três meses com as mais variadas desculpas do universo – exceto a de que estava preocupado comigo, hahahaha –  e, mesmo quando a gente conseguia a proeza de sempre terminar as ligações brigando (como já disse em outra carta: coisa de quem se conhece demais), ele nunca esquecia de dizer “Esquece esse idota” e desligava o telefone na minha cara. E aí ele paraou de ligar, mas quem diria que em Agosto de 2010 nós nos encontraríamos no Festival Universitário de Cinema Brasileiro…

Mais do que dedicar essas cartas ao único idiota do mundo que conseguiu estragar um relacionamento que tinha tudo para dar certo, dedico-as ao Felipe, a pessoa que esteve comigo, me apoiando, me acalantando e sendo acima de tudo meu amigo (mesmo com toda a distância daquela época)! Te amo, de uma forma diferente, de uma forma mais madura e de uma forma que não é de jeito algum aquele amor físico de homem/mulher *acho que isso nunca vai mudar né?*

* 30 Days Letter Project é [na minha concepção] uma brincadei-
ra na qual você escreve 30 cartas, cada uma com um tema muito
específico, enderaçadas a alguém (ou a várias pessoas). Uma
idéia interessante e que pode surpreender até mesmo o escritor.
Uma maneira interessante de se abrir em relação a assuntos so-
bre os quais você não pára para escrever ou falar com frequen-
cia.

Day 24 — The person that gave you your favorite memory (A pessoa que lhe deu sua melhor memória)

Na verdade não tenho uma memória favorita, mas sim, um conjunto de três dias que considero muito especiais e que foram proporcionados por uma amiga maravilhosa.

Eu ainda me lembro do primeiro período na faculdade de Biblioteconomia lá na Unirio. De longe o MELHOR período em uma faculdade que eu já tive. Lá conheci pessoas fantásticas e pelas quais tenho um carinho muito, muito grande. E dos quais sinto muita saudades!

De longe o melhor dia (antes de trancar a faculdade para poder fazer o curso de Rádio e TV na Facha) em que eu, a Jéssica e a Marina fomos a praia com um engradado de ICE hahahahahah! Nossa, aquele foi um dos dias mais divertidos e para ficar melhor a praia tava praticamente vazia. A gente ficou lá correndo e brincando igual crianças, o clima tava perfeito, nem quente demais, nem frio.

E não me lembro de um dia mais divertido que esse. Parece uma lembrança boba para alguns, mas essa é a que mas gosto e a que vou levar comigo pra sempre. Naquele dia nós brincamos e conversamos bastante. Lembro de ter sentido que o tempo parecia não passar e que poderiamos ter ficado lá até anoitecer. Mas não dava porque ainda tinhamos que pegar o ônibus da faculdade para voltar para casa.

Foi ótimo, deveriamos ter repetidos muito mais vezes quando estávamos lá!

E pouco tempo depois eu tranquei a faculdade…ainda continuei indo lá para ve-las. Aí a Jéssica também saiu de lá….mas nós comemoramos o niver dela num restaurante no Botafogo Praia Shopping, foi hilário. Acho que nunca rimos tanto. E alguns dia depois ela me deu uma abelhinha de presente com um recado lindissimo, que guardo até hoje com muito carinho, sobre a nossa amizade. É incrivel como existem pessoas pelas quais brotam amizades sem quaisquer antescendentes. A Jéssica foi, e é, uma dessas pessoas para mim.

Não tenho muito a dizer sobre essas memórias,  talvez porque alguns sentimentos são simplesmente inexplicavéis e impossíveis de traduzi-los em palavras.  Sempre que posso eu vou lá na praia e a primeira coisa que lembro é daquele dia com bastante ICE rs. Quase sempre estou lá pelo shopping e as vezes almoço no “nosso” restaurante. Sinto falta da sua companhia… Mas estamos trilhando nossos caminhos atrás dos nossos sonhos, certo?  Te encontro no final da estrada!

Essa carta é para você: Jéssica! Uma menina sensacional e que tenho o enorme prazer de ter conhecido! Amo você! *.*

Prêmio Multishow – Um programa totalmente sem roteiros…

Na boa, o que foi o Prêmio Multishow ontem (24/8)??? (desde já me desculpe a linguagem chula ao longo do texto, é que realmente essa premiação me deixou pra lá de irritada…)

A Premiação:

Começaram bem:

Abertura de Skank e Nando Reis cantando L.Gonzaga foi lindo; Maria Gadu ganhando melhor album: Sensacional e super merecido. Talvez o prêmio mais justo da noite. O prêmio de Melhor Sertanejo para Victor e Leo já era praticamente garantido e ver o Samuel Rosa ganhando de Melhor Cantor, porra! Foi demais e o discurso dele lindissimo.

Tudo estava indo bem até começar as cagadas: Melhor Instrumentista para o Tavares (oi????);  Melhor Música: Restart (WTF???); Artista Revelação: Luan Santan (ok, antes ele do que certas pessoas…); Melhor Clipe: NX0 (eles assistem videoclipes de verdade?) e Melhor Grupo para a Banda Cine (essa sim doeu bem lá no fundo…)

Aí me perguntam o que tenho contra eles, minha resposta: nada. Só que essa galera precisa comer muito arroz com feijão antes de serem consagrados com a forma avassaladora que tem sido e eles não são nem tão bons assim, vamos combinar. E ver esses resultados na premiação só me faz ter mais pena ainda dessa juventude (e de alguns adultos também…). Não vou compara-los com a galera que fazia boa música a algum tempo atrás porque é covardia. Darem melhor grupo para o Cine é uma ‘puta falta de sacanegem” tinha Titãs e Skank na categoria, vai querer realmente me convecer que Cine é melhor? Acho até que o prêmio TVZé foi mais justo do que esse. Agora lembro porque odeio premiações com voto popular…

Os outros prêmios até que foram aceitaveis as escolhas. Exceto o do Ana Carolina, já deu né galera?

A Técnica:

Agora o que dizer em termos técnicos da Premiação?

WTF???

Um senhor espaço, cenário bacana. Mas a apresentação foi péssima! Não, o Bruno Mazzeo não é péssimo apresentador. Mas tudo tava muito ruim. Com Fernanda Torres e Bruno Mazzeo na apresentação poderiam ter preparado algo melhor. As piadas/brincadeiras eram sem graças pareciam que queriam imitar as premiações norte-americanas, só que ficou tosco, sem graça e sem nada a acrecentar. O próprio pública não ria.

E o que foi ter que ver o Bruno Mazzeo enrolando porque o palco não estava pronto para dar continuidade.

O que dizer dos pessimos angulos de câmera, da péssima Direção de Imagem e de ter que ver a equipe técnica vazendo o tempo inteiro na tela.

Eu sei que é dificil organizar um evento desse porte. Mas na boa multishow, se é pra fazer mal feito, é melhor nem fazer.

INCEPTION (A Origem) – Impressões…

Quando fui ao cinema assistir pela primeira vez esperava um filme fantástico, bem o filme é excelente (do meu humilde ponto de vista) mas não tem toda essa bola que dão não…

Nolan acertou em cheio no roteiro bem amarrado, nos efeitos especiais sem muitas firulas e na direção bem feita. No entanto, senti muita falta da química entre os atores. Sim, acho que faltou química ,especialmente entre Cottilard e DiCaprio, sinceramente os dois não convenceram como casal, uma pena. O roteiro foi muito bem amarrado, se fosse dividi-lo em duas partes chamaria a primeira de apresentação: no inicio, Nolan, parece ter a preocupação de que o espectador entenda bem aquele universo, talvez não em toda sua complexidade, pois isso seria impossível, mas para que o mesmo possa desfrutar a segunda parte do filme (onde ocorre 95% da ação) sem preocupações de entender o que é o que e o que está acontecendo.

Ao contrário do que alguns dizem, e apesar de adorar o fantástico Hans Zimmer, me contorci ouvindo aquela trilha sonora (exceto quando tocava Piaf, maravilhosa!), tinha momentos que ela (a trilha) nada tinha a ver com o filme e parecia ser algo totalmente a parte. A trilha tem que ser uma parte integrante do filme e não uma “coisa a parte“.

Os efeitos especiais na medida certa foram um show a parte no filme. Nolan provou que menos é mais, mesmo quando se trata de efeitos especiais. Tendo em vista do que se trata a história do filme ele poderia ter surtado nesse quisito e o não fez, poderia ter abusado e não o fez. E o que dizer da incrivel sequência da luta de Arthur (Gordon-Levitt) no corredor do hotel??? Meu queixo caiu nessa hora. rsrs.

O único defeito em termos de edição/montagem que vi foi numa das primeiras cenas em que DiCaprio conhece a personagem de Page, foi um corte brusco entre uma cena e outra e que ficou feio. Mas ignorem isso, é o meu perfeccionismo falando. Além do que esse erro passa despercibido diante de toda a maravilha do filme. A fotografia feita por Pfister do filme é bem básica, esse não é um daqueles filmes que você para e de cara diz “Nossa, que fotografia linda”, mas acertaram nisso também, com uma história tão boa acho que uma fotografia básica foi de bom tamanho. Os outros personagens vem para cumprir seus papeis cada um com seu carisma. Mesmo Saito (Watanabe) tem lá o seu charme.

E por fim, o modo como Nolan encerra o filme é sensacional. Calma, não tem spoilers! rs Apenas digo que muitos sairão com a impressão de que tudo não passa de um sonho; outros acharão que foi realidade. Acredito que não foi sonho – pois se não haveria muitas controvérsias a explicar sobre todo o filme. Bem, mas tudo é uma questão de opinião.

Veredicto final? É um excelente filme que deve ser assistido e e apreciado sem tentar dar significado a tudo o que se vê (esse recado é para o pessoal da psicologia, hahaha). Nota 10 para Inception (A Origem), se houvesse mais química entre os personagens o filme seria perfeito! Cada dia mais me apaixono pelos trabalhos de Nolan, para quem não sabe ele é diretor de “Amnésia” e “Batman – O Cavaleiro das Trevas”

FICHA TÉCNICA
Diretor: Christopher Nolan
Elenco: Leonardo DiCaprio, Marion Cotillard, Ellen Page, Cillian Murphy, Joseph Gordon-Levitt, Ken Watanabe, Michael Caine, Tom Berenger
Produção: Christopher Nolan, Emma Thomas
Roteiro: Christopher Nolan
Fotografia: Wally Pfister
Trilha Sonora: Hans Zimmer
Duração: 148 min.
Ano: 2010
País: EUA/ Reino Unido
Gênero: Ação
Cor: Colorido
Distribuidora: Warner Bros.
Estúdio: Warner Bros. / Syncopy
Classificação: 14 anos
Don Cobb (Leonardo Di Caprio) é especialista em invadir a mente das pessoas e, com isso, rouba segredos do subconsciente, especialmente durante o sono, quando a mente está mais vulnerável. As habilidades singulares de Cobb fazem com que ele seja cobiçado pelo mundo da espionagem e acaba se tornando um fugitivo. Como uma chance para se redimir, Cobb terá de, em vez de roubar os pensamentos, implantá-los. Seria um crime perfeito, mas nenhum planejamento pode preparar a equipe para enfrentar o perigoso inimigo que parece adivinhar seus movimentos. Apenas Cobb é capaz de saber o que está por vir.

Day 08 — Your favorite internet friend (Seu amigo favorito da Internet)

Não me lembro exatamento como, mas um certo mineirinho apareceu na minha vida através da tela do pc (não lembro se foi num fórum de rpg num site ou se foi numa comunidade de rpg no orkut).
Começamos a conversar sobre RPG e daí passamos a conversar horas a finco através do msn, quando me dei conta já haviam passado mais/menos 5 anos!

E de longe essa pessoa me rendeu as conversas mais loucas e engraçadas que eu poderia ter com alguém. Hoje em dia infelizmente não nos falamos com a mesma frequencia com a qual nos falavamos no inicio, mas eu sei que eu conquistei um dos amigos pelo qual tenho grande consideração. Sinto falta das nossas conversas loucas pelo msn, a minha falta de tempo e confesso que até mesmo falta de paciência com msn é que tem colaborado para que eu não entre com a mesma frequencia de antes e quando entro ele não tá on ¬¬”

Ele me mandou um cd maravilhoso o “TOSKERA PRIDE II” que eu escuto até hoje e que possuem clássicos do mundo da música que vai de Karate Kid a Simpsons! huahauahuaha

Enfim, quero só agradecer por ter te conhecido, Guilherme! Te adoro cara!

* 30 Days Letter Project é [na minha concepção] uma brincadei-
ra na qual você escreve 30 cartas, cada uma com um tema muito
específico, enderaçadas a alguém (ou a várias pessoas). Uma
idéia interessante e que pode surpreender até mesmo o escritor.
Uma maneira interessante de se abrir em relação a assuntos so-
bre os quais você não pára para escrever ou falar com frequen-
cia.

Day 11 — A Deceased person you wish you could talk to (Uma pessoa falecida com quem você gostaria de conversar)

Pode paracer estranho mas a minha maior vontade seria a de conhcer meu falecido irmão. Ele faleceu ainda criança e eu se quer tive a chance de conhecê-lo (nem era nascida), mas tenho uma estranha sensação de que falta algo. E por horas sinto que esse algo é essa minha vontade de querer conhecê-lo que eu sei que nunca irá se realizar (pelo menos não nessa vida.

Essa certamente é a carta mais curta de todas…rs. E eu dedico ela ao meu irmãozinho que nunca conheci Washington…

* 30 Days Letter Project é [na minha concepção] uma brincadei-
ra na qual você escreve 30 cartas, cada uma com um tema muito
específico, enderaçadas a alguém (ou a várias pessoas). Uma
idéia interessante e que pode surpreender até mesmo o escritor.
Uma maneira interessante de se abrir em relação a assuntos so-
bre os quais você não pára para escrever ou falar com frequen-
cia.