Eu sabia…

Eu olhei pra ele. E eu sabia…

Algumas coisas não existem explicações. Você pode procurar o quanto quiser. Não encontrará. Eu aprendi isso cedo, é bom, mas as vezes gostaria de não saber. Por quê? Porque quando as coisas dão errado, quem irá me dizer “Eu te avisei” serei eu mesma. Errar é humano. Persistir no erro, é burrice. E daí dá aquela raiva interior do tipo “porque eu fiz/deixei acontecer isso se eu sabia onde iria terminar?” E alguém vai me dizer, “você não tinha como adivinhar” e “não é sua culpa.” É sim. Quando a gente sabe exatamente onde está se metendo, ainda que não saiba explicar como.

Eu olhei pra ele. E eu sabia…

Nada seria como antes. Talvez eu vá ficar feliz, talvez eu vá me arrepender amargamente. Talvez eu esteja escrevendo aqui, pra amanhã ou depois (ou quem sabe daqui a alguns anos) eu lhes conte o que aconteceu. Pela primeira vez em muito tempo eu tenho essa sensação de que tudo está mudando…e que eu serei atingida quando todas essas mudanças chegarem, quando todas as máscara caírem e todos estarem em seus devidos lugares…

Eu olhei pra ele. E eu sabia… que de alguma forma ele irá mudar minha vida para sempre. Se de uma maneira boa ou ruim, eu não sei. Também não sei quando será. Apenas sei que irá…

Irá mudar tudo o que eu conheço…

Anúncios

Uma canção para…

O tempo parece congelado, um turbilhão de pensamentos e lembranças na cabeça…e uma vontade imensa de escrever uma canção…mas faz tanto tempo que não faço isso…acho que já perdi o jeito…esqueci alguns versos, os perdi no vento, no tempo e na alma.

Acho que falta um pouco daquele sentimento que enche todas as músicas…e que você não sabe ao certo descrever qual é. Apenas consegue senti-los em cada nota, na melodia e na voz de quem canta. Fico cantarolando pequenos versos de músicas perdidas na alma. De onde elas vem, para onde elas vão…para quem elas são…

Vou escrever uma canção para aliviar a mente e o coração…não dá pra ficar com tudo isso guardado, mas também não adianta escrevê-las e engavetá-las e… bem…essa é minha especialidade a um bom tempo…talvez seja hora de cantá-las.

Acho que é hora de fazer uma canção…cansei de ouvir aquelas velhas músicas sobre aqueles que partiram, sobre sentimentos esquecidos, sobre mágoas e desencontros…acho que há músicas demais sobre isso…

Acho que é hora de fazer uma canção…uma canção para quem realmente importa.