Nunca mais seremos os mesmos…

 “There’s no lessons here. There’s no happy ending. He’s just gone…” – Sue Sylvester (Glee 5×03 The Quarterback #RememberingCory #FarewelltoFinn)

Algumas coisas mudam a gente para sempre. Uma pequena frase, um episódio da sua série favorita, a fala de um personagem num filme, um gesto, um sorriso, aquele amor que você não consegue compreender, mas que você de alguma forma sabe que é preciso deixá-lo ir…mesmo sem entender muito bem porquê. Você apenas sabe.

Sabe também que nada dura pra sempre. Que somos todos finitos. Que nem sempre existem finais felizes. Que talvez alguns de nós nunca encontre a outra metade da laranja, que alguns de nós nos perderemos no caminho sem poder dizer adeus. Sabe que é preciso dizer mais “eu te amo”, dar mais abraços, mais risadas, mesmo quando isso parece impossível.

Acontece que a gente pega toda essa “sabedoria” e joga num baú, tranca a sete chaves, joga no mar e acredita que a vida é pra sempre, que temos todo tempo do mundo, que o amanhã sempre chega e que a esperança nunca morre. A verdade é que, no final das contas, conscientes ou não, quando abrirmos aquele baú nós nunca mais seremos os mesmos. Nunca mais veremos a vida da mesma maneira, mesmo que tranquemos novamente o baú e o joguemos no mar outra vez…

Anúncios

Recomeçar

E ele só pode segurá-la.

Quando não houve mais chão, nem o céu para onde voar de volta.

Ele prometeu. E segurou o quanto pode. E foi forte o quanto pode. E resistiu o quanto pode.

Mas no final ele quebrou. Junto com todas as promessas que fez.

E ela caiu.

Caiu em algum lugar entre o céu e o inferno que cada um guarda em si.

Num lugar longe demais, e escuro demais, onde alguém pudesse alcançar.

E ela dormiu.

Um sono tão profundo, onde o beijo mais sincero não pode despertá-la.

E muitos vieram salvá-la.

E os anos passaram, e as estações mudaram. E ela continuou lá.

Então, ela acordou.

Num mundo que não era o mesmo que ela conhecia.

Nem era tão bonito quanto conhecia.

Nem era…o mesmo.

E assim, com toda a mudança que os anos trouxeram,

E que as estações moldaram,

Ela se transformou.

E criou asas,

Costurando em sonhos.

E seus olhos brilharam uma vez mais.

Ela estava voando…

…de volta para casa.

Que todos os dias nos lembremos como isso tudo começou.

Que tudo não se resuma em apenas um beijo de bom dia.

E que dormir junto não seja apenas um hábito.

 

Que todos os dias lembremos que não importa o quanto o sentimento seja sincero,

Em algum momento magoaremos um ao outro.

De uma forma inesquecível, beirando ao imperdoável.

Mas que, se não pudermos perdoar, que ao menos deixemos ir.

 

Que todos os dias possamos entender que se a vida não foi ou não é

Exatamente o que planejamos, que nós não seremos infelizes por isso.

Felicidade é um ponto de vista. Basta saber para onde olhar.

 

Por fim, que todos os dias quando nos dermos as mãos lembremos:

Que estar lado a lado não é simplesmente caminharmos juntos.

É vivermos, é sonharmos, é querermos juntos.

E ainda assim entender que é, também, voar sozinho em sentidos diferentes.

E no final do dia voltar…para vermos juntos o sol se pôr.

Sexta-feira

Era sexta-feira. O relógio marcava 8h. Eu tinha que ir trabalhar. Mas…onde estavam minhas forças e o animo para ir? Nem eu sei dizer. Decepção era meu segundo nome naquela sexta.

Decepção, porque você espera que as coisas (e as pessoas) serão melhores, serão…diferentes. Especialmente quando elas já te conhecem a algum tempo…e sabem por tudo o que você passou, e aí você pensa “Vai ser diferente.” Então, quando você menos espera, toma uma rasteira e percebe que vai ser igual a tudo o que já viu antes, e antes, e antes.

Mas tudo bem, vida que segue. É preciso continuar caminhando. “Keep walking” como dira a familia Walker. rs.

Fui trabalhar com o coração na boca. E preparada para o dia mais torturante que eu poderia ter…mas não foi. Naquele dia percebi que ao longo dos anos, e que em alguns meses, havia conquistados os melhores anjos da guarda que uma pessoa poderia sonhar em ter. E eles estavam lá pra mim. Me aturando, me confortando e me ouvindo.

Percebi que eu tinha ao meu lado, algumas daquelas pessoas que quando você disser “Eu estou bem.” Elas te abraçarão forte e dirão “Eu sei que você não está.”. E aquele sexta foi melhor que a encomenda. Eu chorei, gritei e no final eu ri. Eu ri…

E embora a certeza de que eu nunca deveria ter voltado ainda esteja ecoando forte na alma…são essas pessoas que fazem minimamente valer a pena, e que fazem ser suportável, estar aqui…

Segunda feira começa tudo de novo…vamor ver o que será.

Ausência

Olá pessoooooal!

Desculpem pelo completo abandono do blog….mas é que a vida dei uma guinada 360ºC e ficou tudo muito caótico. Estou atolada de projetos (ainda bem ^^) e nao tenho tempo para  me dedicar ao blog tanto quanto eu gostaria…mas em breve tem novidades…

 

Beijos!

Novidades

Olá pessoal!

Sei que esse ano praticamente não postei nada por aqui, fui trabalhar num blog no blogspot, sem contar a faculdade a todo vapor e quando vi já estávamos em JULHO 2010!!!!!!

Sim, o tempo passa rápido, as vezes rápido até demais….

A proposito ainda estou devendo os posts de artesanato e ilustração, eu sei, eu sei…em breve estarão aqui!

Mas não vim falar disso. Vim falar de novidades, são meus projetos 2010-2011 (!) e que em breve compartilharei com vocês aqui no blog e que provavelmente serão responsáveis pela minha ausência [de vez quando] nos próximos meses:

Pois bem, dentre meus projetos estão a produção de 2 programas para o canal UTV: Sim estou na produção (e direção de arte) de 2 novos programas para o canal Universitário, a coisa tá indo bem rápido e assim que começar as gravações estarei aqui postando como foi e maiores detalhes =).

Além dissoaté o final de 2011 em tenho pelo meio do caminho a produção de 3 documentários e 2 curtas de ficção, uma da à SP para um curso intensivo na Escola de Cinema [já já coloco o link na barra lateral] e um intercambio….(só ainda não decidi para onde e quando)

É isso pessoal, nos próximos meses dou maiores detalhes sobre tudo isso e muito mais! (haja tempo!)

Abs, obrigada aos que sempre me acompanham por aqui!

Ísis Alves

Voltei!

Gente voltei.

Tentei fazer o blog no blog spot, mas acabei fugindo muito do meu objetivo principal que é o de compartilhar conhecimento aqui com vocês leitores. Pois bem, agora que acabou a correria do ano e que me estabilizei aqui na facul. Estou de volta com tudo. Após o feriadão voltarei a postar com frequencia!!!

Beijos e me aguardem!!!